BlogJogos

Compre Metroid Dread

Escrito em 7 de novembro de 2021 - 🕒 10 min. de leitura

Ok ok ok! Finalmente, o jogo mais esperado da minha vida, Metroid Dread, está aqui! Todos esses anos de notícias, rumores e até mesmo algumas teorias da conspiração, eu finalmente tenho ele em mãos. Eu não escrevo uma análise de um jogo em mais de 10 anos, a última foi, na verdade, foi para Metroid: Other M, então é um ótimo momento para voltar a ativa e escrever uma nova análise para mais um jogo da franquia Metroid.

Claro, este post incluirá muitos spoilers, então por favor leia com atenção.

Contexto

O ano era 2002, e a Nintendo havia acabado de lançar Metroid Fusion, uma sequência direta do meu jogo favorito de todos os tempos: Super Metroid. Eu era um adolescente muito sortudo, pois eu tinha um Game Boy Advance modelo Indigo com alguns jogos, mas a data de lançamento do Metroid Fusion estava entre meu aniversário e o Natal, então tudo que eu podia fazer era esperar o Natal e torcer para ganhar o jogo.

Algumas semanas antes do Natal, a revista Nintendo World publicou o seu detonado para Metroid Fusion, e aquela capa da revista estava me chamando para comprá-la. Fiquei muito empolgado e comprei na hora.

nintendo world 52

Papai Noel sabia que eu fui um bom menino naquele ano, então eu ganhei o jogo no Natal e consegui terminá-lo antes do Ano Novo - sem usar o detonado da Nintendo World, prometo!

Metroid Fusion é bastante linear em comparação com os outros jogos da franquia, mas por causa disso, foi capaz de nos dar um jogo repleto de história e quebra-cabeças malucos com shinespark.

Dois anos depois, a Nintendo lançou Metroid: Zero Mission, um remake do primeiro Metroid. Foi com certeza um ótimo momento para ser um fã da franquia, mas muitos fãs estavam contando os dias para finalmente ver uma sequência de Metroid Fusion. Rapaz, mal sabíamos…

Por dezenove anos, Metroid Fusion foi o último jogo Metroid canônico na linha do tempo, e não tínhamos ideia do que tinha acontecido com a Samus… até agora.

Introdução

A Nintendo praticamente quebrou a internet quando anunciou Metroid Dread durante a E3 deste ano. Foi um grande sucesso imediatamente, o Twitter estava bombando com todo mundo falando sobre Metroid Dread sem parar, e o melhor é que o jogo seria lançado no mesmo ano!!! Ahhhhhh!!!!

O jogo foi desenvolvido pela MercurySteam, uma empresa espanhola que também trabalhou no jogo Metroid: Samus Returns, o remake do segundo Metroid lançado para o Game Boy, Metroid II: Return of Samus.

Metroid: Samus Returns teve opiniões divididas entre os críticos, eu joguei e achei o jogo maneirinho, mas nada de mais. O jogo teve algumas escolhas de level design que eu particularmente não concordo muito, mas pelo menos Metroid 2D estava de volta e isso ja foi ótimo!

Passam-se alguns anos, e Metroid Dread está aqui! No dia que o pacote do Metroid Dread chegou aqui em casa, eu estava tão ansioso para jogar o jogo que eu até esqueci de fazer o unboxing para a PlayReplay 😅

Depois de um longo fim de semana, eu terminei o jogo com 11 horas e 30 minutos e 87% dos itens coletados. Não é bem um recorde mundial, mas foi um tempo bom com uma boa porcentagem de itens coletados.

Bom, chega de lenga-lenga, vamos começar a análise do Metroid Dread.

Level Design

Metroid Dread tem 8 áreas diferentes que são interconectadas por túneis, elevadores e teletransportes. Todas essas conexões são bem orgánicas e vendem bem a idéia de mundo alienígena com partes selvagens e tecnologicas, e claro, muitos segredos escondidos em todos os cantos.

A MercurySteam conseguiu capturar exatamente o que faz um jogo Metroid ser um jogo Metroid, e muitas vezes eu achava que estava pegando um caminho super secreto e indo fora do caminho normal, e para minha surpresa eu acabava exatamente onde eu deveria ir e encontrava algum power-up principal ou algum chefão. O jogo faz um excelente trabalho em te levar para o lugar certo usando técnicas de level design.

O jogo é cheio de segredos e itens escondidos em todos os cantos, e vários desses itens vão te fazer perder horas tentando entender como faz para consegui-los. Eu passei por muitos itens que eu achava que eram impossíveis de pegar porque eu ainda não tinha adquirido algum power-up, para depois descobrir que eu simplesmente tinha que git gud e usar o shinespark de uma maneira criativa para conseguir os itens. 👏 MercurySteam 👏.

O ritmo onde você encontra itens e chefões está muito bem balanceado e te mantém engajado com o jogo quase o tempo todo, salvo algumas areas dos E.M.M.I que quebram às vezes o ritmo do jogo e me deixavam um pouco frustrado.

A MercurySteam também trabalhou pesado para incluir a possibilidade de sequence breaks no jogo, que possibilita adquirir power-ups ou enfrentar chefões fora da sua hora planejada. Por exemplo, no vídeo abaixo é possível conseguir a Gravity Suit antes do planejado se você tiver Speed Boost e bastante habilidade com o shinespark.

Agora, em termos de artes e estilos das áreas, o jogo deixou um pouco a desejar. Eu finalizei o jogo quatro vezes, e ainda assim não sei dizer exatamente em qual área do jogo eu estou se eu simplesmente olhar pra um sala aleatória, o que é totalmente diferente do que acontece quando eu estou jogando Super Metroid, porém, eu sei que essa comparação não é justa, pois Super Metroid é um dos meus jogos favoritos e eu nem sei dizer quantas horas eu passei jogando ele em todas as fases da minha vida.

Ainda assim eu sinto que Metroid Dread poderia ter tido salas com designs mais unicos e/ou mais monumentais.

Power-Ups

Metroid Dread traz diversos power-ups clássicos da franquia, como o Grapple Beam e o Screw Attack, e introduz novos power-ups que eu espero que se tornem parte da franquia daqui pra frente, como o Diffusion Beam e o maravilhoso Flash Shift.

Por outro lado, o jogo também traz itens meios inúteis, como o Spin Boost e o Pulse Radar. Para falar a verdade o Pulse Radar até que é ok, mas o Spin Boost…

Mas vamos falar de coisa boa, vamos falar da Tekpix do Flash Shift, um power-up novo que permite que a Samus faça um dash horizontal, ótimo para fugir de E.M.M.Is ou de ataques chatos de chefões.

Além disso, combinado com o shinespark, o Flash Shift possibilita se mover rapidamente pela fase like a pro e permite resolver uns puzzles incríveis que a MercurySteam fez para gente.

Chefões

Metroid Dread tem muitos encontros com chefes e é um dos mais difíceis da franquia. Infelizmente, muitos desses encontros são chefes repetidos com pequenas ou nenhumas variações.

Eu li em algum lugar que Metroid Dread tinha um escopo maior e teve que ser reduzido para estar pronto para sua data de lançamento, então parece que o jogo deveria ter uma variedade maior de chefes, mas eles tiveram que ser reduzidos e substituídos pelos mesmos chefes repetidamente.

Essa é a má notícia. A boa notícia é que as batalhas dos chefes são bastante épicas, e Samus está mais foda do que nunca.

O primeiro chefe é praticamente um tutorial e já prepara o terreno para o que está por vir no jogo com uma grande batalha e cutscenes impressionantes.

Mais tarde, você tem a chance de fazer uma sequence breaks (planejada pela MercurySteam), o que leva você a ter certos power-ups em certos chefes, e usando esses power-ups nesses chefes você terá diferentes interações que fazem você se sentir como se tivesse acabado de descobrir um segredo - coisas clássicas de Metroid.

A maioria dos chefes tem uma maneira “oficial” de derrotar, e uma maneira secreta, que pode ser desbloqueada com uma sequence breaks, usando o shinespark ou sendo muito sinistro nas suas habilidades.

O último chefe é provavelmente um dos mais difíceis da franquia, e definitivamente levará várias tentativas para vencê-lo. Me fez lembrar como era jogar Megaman no meu Game Boy Classic. Apenas morra, morra e morra para finalmente aprender todos os padrões e finalmente derrota-lo.

Música

A trilha sonora de Metroid Dread é boa, mas claro que é boa, afinal, algumas faixas são simplesmente copiadas de Super Metroid.

Mais uma vez, posso ser tendencioso, mas conheço todas as músicas de Super Metroid de cor, são tão épicas que dói, e para Metroid Dread, mesmo depois de finalizar o jogo quatro vezes, ainda não consigo me lembrar completamente de nenhuma música que seja não copiada de Super Metroid.

Eu gostaria que jogar um novo Metroid fosse como jogar um novo jogo Zelda, onde a trilha sonora é sempre incrivelmente épica. Claro, algumas das músicas são as mesmas dos primeiros Zelda, mas as novas faixas são tão boas ou até melhores que as clássicas. Eu ainda me arrepio com a trilha sonora de Spirit Tracks. A sério. A trilha sonora desse jogo é simplesmente 👌👌👌

Nível de Dificuldade

O jogo é difícil, mas eu sinceramente não achei tão difícil como eu li no Twitter, e eu estou longe de ser um bom jogador de Metroid, apesar de ser muito fã da franquia, eu nunca fui muito bom jogando.

Muitas pessoas compararam a dificuldade do jogo com os jogos da FromSoftware, e bom, eu nunca joguei Dark Souls, então não sei dizer, mas na minha cabeça eu penso que os jogos Souls são muito mais difíceis.

Apesar do nível de dificuldade do jogo, ele é bem generoso com salas para salvar o jogo e inclusive auto-saves pela primeira vez na franquia. Se você morrer em um chefão, o jogo salva automaticamente, e você pode voltar praticamente na sala do chefão, pronto para morrer novamente.

metroid dread game over

Porque você deveria comprar?

A franquia Metroid estava lutando muito nos últimos 10 anos, tentando encontrar seu próprio caminho para ser um sucesso. Nesse enorme intervalo de tempo, muitos jogos independentes de Metroidvania foram lançados, e todos eles respeitam o jogo que criou o gênero: Metroid.

Metroid Dread está longe de ser perfeito, tem suas falhas, mas não deixa de ser um ótimo jogo. Eu acho que o caminho que a MercurySteam está tomando na franquia é o caminho certo, e com o sucesso do Nintendo Switch, há uma grande chance de que este seja o jogo Metroid mais vendido de todos os tempos.

Por que você deve comprá-lo? Para mostrar à Nintendo que nos importamos, para mostrar a eles que amamos a franquia Metroid e queremos mais jogos como Metroid Dread. Quanto mais sucesso esses jogos obtiverem, mais dinheiro a Nintendo colocará em seu desenvolvimento e mais polidos serão. Talvez um dia, o MercurySteam nos dê uma obra-prima como Super Metroid - e eu sei que muitas pessoas já pensam que Metroid Dread é melhor que Super Metroid… mas… eu ainda não… 😬

É super fácil hackear seu Nintendo Switch ou simplesmente baixar Metroid Dread e jogá-lo em um emulador, mas NÃO FAÇA ISSO. A pirataria de jogos só levará a menos vendas e, menos chances de conseguirmos mais jogos como esse. Eu sei que R$300 é muito dinheiro, mas para um jogo que pode te dar horas de diversão, vale a pena. Eu tenho certeza que muita gente gasta muito mais que isso por mês com Uber e iFood, então da próxima vez que você sentir preguiça, economize algum dinheiro, não peça comida e cozinhe alguma refeição saudável - e depois compre Metroid Dread 😊

Tags:


Publicar um comentário

Comentários

Nenhum comentário.