Como eu consegui um trabalho no exterior com um projeto open source

Escrito em September 23, 2020 - Programação

É normal que as pessoas da indústria de tecnologia viajem ao redor do mundo em busca de empregos melhores, ou até mesmo viajem apenas por viajar mesmo, os famosos Digital Nomads ™. Eu não sabia exatamente o que queria fazer da minha vida quando entrei na faculdade, mas sabia que acabaria deixando o Brasil para morar em outro lugar eventualmente.

Eu sendo nomade
Imagem rara de eu sendo digital nomad antes de ser modinha (brinqs)

Por volta de 2016 eu comecei a trabalhar em alguns projetos pessoais e publicá-los no Github, como a extensão Magento Chatbot para Magento e o Contract Builder, que fiz para testar VueJs e ajudar uma amiga advogada que estava perdendo muito tempo criando os mesmos tipos de contrato o tempo todo.

Eu também estava sempre procurando hackathons para participar, pois, queria melhorar minhas habilidades de programação, praticar meu inglês e conhecer novas pessoas da indústria. Nessas pesquisas eu acabei descobrindo o VanHackathon, que foi uma Hackathon do site VanHack. Eu conversei com alguns amigos meus e decidimos nos juntar e participar desse evento, nós fizemos uma integração de chatbot para o Shopify (fizemos até um vídeo promocional para esse projeto), e fomos uns dos vencedores do evento e como prêmio ganhamos uma conta VanHack Premium, que nos deu algumas vantagens no site e acesso a um Slack exclusivo.

Um tempo depois em 2018 eu recebi uma oferta de emprego para me mudar para São Paulo, mas como eu estava bem satisfeito na minha empresa da época, eu recusei a oferta, mas isso me fez querer testar minhas habilidades de entrevista com outras empresas, então eu me inscrevi em algumas vagas de emprego, e toda hora que eu ia enviar o meu currículo para uma vaga, eu tinha que mudar alguma coisa, pois eu estava mandando uma versão do meu currículo que mostrava as minhas habilidades relevantes para aquela vaga, e isso estava me tomando MUITO tempo 😫. Cansado de ficar mudando o meu currículo manualmente toda hora, eu decidi criar uma ferramenta para me ajudar com isso, e foi assim que o Resume Builder nasceu. Você pode acessar o código fonte do projeto aqui (não esqueça de deixar sua estrelinha).

Resume Builder

Depois de adicionar várias features para a ferramenta, eu percebi que ela poderia ser útil para outras pessoas também, então decidi adicionar a opção de criar currículos com temas personalizados (que infelizmente ainda não está disponível na v2) e compartilhei o projeto no Slack do VanHack e meio que deixei para lá.

Alguns dias depois, uma recrutadora entrou em contato comigo, parabenizando pelo projeto e me perguntando se eu sabia programar React. Bom, o Resume Builder foi feito com React e foi meu primeiro projeto com React, então eu disse isso a ela, e ela ficou impressionada e me agendou algumas entrevistas com empresas na Holanda. Eu estava muito empolgado!

Tudo isso porque no meio de milhares de desenvolvedores tentando conseguir um emprego no exterior, eu fui capaz de me destacar graças a um projeto open source que honestamente nem estava usando as melhores práticas do React ou algo assim, mas foi um projeto útil, e mostrou aos recrutadores que eu era bom em resolver problemas, não tinha dificuldades em aprender coisas novas e que me preocupava em ter um bom currículo.

Voltando às entrevistas, uma das empresas me enviou um desafio de React para construir um Single Page Application de perguntas e respostas, clássico. Como já estava programando com React há um tempinho, consegui terminar o desafio sem problemas em poucos dias. Depois de entregar o projeto para a recrutadora, eu avancei para uma entrevista com o líder técnico dessa empresa e, depois disso, com o CTO, as coisas estavam indo bem.

Até que um dia eu estava participando de um outro hackathon, quando recebi um e-mail com uma oferta de trabalhar nessa empresa e me mudar para Amsterdam. Eu não estava planejando deixar meu trabalho naquela época, pois eu tinha acabado de receber um aumento e estava em um projeto muito irado, mas sabia que uma oportunidade como essa não bate na sua porta todos os dias né, então eu disse sim para a vaga e o resto é história 🇳🇱.

Canal de Amsterdam

Quando olho para trás e vejo como consegui este emprego em Amsterdam, tudo se resume a um simples projeto open source com uma ideia que nem é tão incrível assim (não é incrível at all), mas ajudou, porque já era mais do que apenas ter um currículo com meu nome e uma lista de atividades e habilidades, que são realmente difíceis de se destacar quando todos os outros currículos estão fazendo a mesma coisa. Se você realmente quer trabalhar no exterior, tem que se destacar de alguma forma, não necessariamente fazendo um projeto de open source, mas expandindo seu portfólio de uma maneira que seja significativa para você. Você pode escrever artigos do Medium, fazer vídeos no YouTube, criar um site pessoal (como este) e assim por diante. Não desista. Conseguir um novo emprego é um jogo de números™ e leva tempo, então porque não usar esse tempo também para melhorar algumas de suas habilidades?

Bom isso é tudo o que tenho para você hoje, espero que minha história os inspire a conseguir o emprego dos seus sonhos.

Tags:


Publicar um comentário

Comentários

Claudio Rivero em 9/25/20

Sensacional!

Murillo em 9/24/20

A história é muito legal em grande parte dela. A única parte que não gosto muito é quando vc recebe a proposta e aceita para trabalhar no exterior. Não gosto porque nesta época estávamos trabalhando na mesma empresa (rs). A do projeto irado. Você fez falta pra caramba. Sucesso!!!

Paula Montenegro em 9/24/20

Esse é o MEU filhote. Orgulho!

Kildare em 9/23/20

Oi Pablo, bacana ler a história desse processo. Só que queria dizer que a sua ideia do Resume Builder pode parecer simples, mas é muito eficiente. CVs para vagas em TI são chatos de montar pelas especificidades de cada uma e ter uma ferramenta pra ajudar no processo poupa muito tempo mesmo. Parabéns

Dino Leonetti em 9/23/20

Parabéns Pablo! Você merece todo esse sucesso!